Smallville – 10×21/22 – Finale (Series Finale)

   

TOPO3 Smallville   10x21/22   Finale (Series Finale)
Demorei pra escrever sobre a series finale pois ainda estava assimilando tudo aquilo que vi. Foi o fim de uma era, uma década de história, 10 temporadas acompanhando a adolescência (pelo menos essa era a premissa, já que ninguém imaginava que a série fosse durar tanto assim) daquele que veio a ser o maior super-herói de todo o mundo: o Superman. Já andei comentando que, pra mim, a quarta temporada foi a última realmente boa, apesar da ótima trama do Zod e seus kandorianos no ano passado e alguns episódios acima da média nesse.

Smallville foi a série que me fez gostar de séries, a primeira que acompanhei religiosamente ainda na TV aberta com o conceito de temporadas, episódios e continuidade finalmente instituído na cabeça, a primeira série que eu baixei lá no longínquo 2005 e a série a qual todos (ou a maioria) os meus amigos assistiam enquanto o SBT exibia as primeiras temporadas. A maioria da maioria foi deixando a série pra trás, o tempo foi deixando pra trás a maioria dessa maioria de gente, mas eu segui fiel até o fim. Falando mal às vezes, sim, mas fiel. Como se o clima já não estivesse propício para a nostalgia com o CD da trilha sonora tocando no ipod, no carro e no rádio do quarto a semana pré-finale inteira, conversas com os amigos que ainda restaram mas que já deixaram de acompanhar a série nos abriram os olhos para o fato de que já não somos mais aquelas crianças e adolescentes que torciam loucamente por Clark e Lana, que ficaram fascinados por dias pelo episódio Accelerate da segunda temporada, que esperaram com fervor os flashbacks de 1961 em Relic da terceira, que lamentaram a “morte” da Chloe enquanto a casa explodia naquela finale, que assistiram a premiere da quarta temporada infinitas vezes e já se apaixonaram pela Lois à primeira vista, que final de semana era sinônimo de “maratona de Smallville” e presentes de aniversário eram boxes da série (ok, talvez fossem os meus apenas). Se a gente cresceu, por que Clark e Chloe (os únicos remanescentes do elenco original) não poderiam?

Apesar de as últimas temporadas terem fugido da premissa e se mostrado um remake de Lois e Clark: As Novas Aventuras do Superman sem o Superman propriamente dito (era o “Borrão”), às vezes era o saudosismo falando mais alto, o ciúme, a vontade de que eles ficassem em Smallville High escrevendo n’A Tocha pra sempre. Ou, às vezes, ele esteja falando mais alto nesse exato momento e tomando conta do meu ser como o Darkseid, me fazendo superar toda palhaçada que já nos fizeram assistir e sentir apenas saudades dos tempos áureos. Porque foi muita palhaçada que tivemos que aguentar ao longo desses últimos 6 anos.

15 Smallville   10x21/22   Finale (Series Finale)
A series finale começa apostando nesse saudosismo do público, mostrando cenas do Piloto com Lex, Lana e a época em que tudo ainda era lindo, coisa que se repetiu depois que Clark luta com Lionel possuído pelo Darkseid, finalmente assumindo seu destino, e quando Tess apaga a memória de Lex. Deu pra manter a calma durante o finale estendido e, comparando com o último episódio, não nos faltou tanto com o respeito. Foi digno, a única coisa que um finale precisa ser para que seja considerado bom.

Tudo começa (e termina) no maior climão de capítulo final de novela das oito. Casamento, gravidez (um filho de 7 anos já, na verdade), morte dramática com iluminação barroca, a volta dos que não foram e uma resolução um tanto quanto rápida demais para um problema tão grande como um PLANETA DO MAL em rota de colisão com a Terra. O episódio começa sete anos no futuro com Chloe lendo um gibi que conta a origem de Smallville a seu – pausa dramática – FILHO. Já começando com um alívio. O fato de Chloe nunca ter aparecido nas histórias originais, seja nos quadrinhos ou filmes clássicos – até Lana apareceu –, sempre me causou um pouco de medo, ainda mais depois daquele episódio de alguma das primeiras temporadas onde disseram que as mulheres da família Sullivan sempre acabavam loucas. Por mais que ela sempre tenha sido meu personagem favorito de toda a série, imaginava um final dramático para a personagem. Mas foi o contrário.

Chloe diz à criança que essa é a história de como o cara com super poderes se tornou o Superman, e então voltamos à cronologia “normal” da série e nos deparamos com Lois ainda se negando a casar com Clark. Depois que teve os poderes do Superboy por algumas horas, percebeu que não queria ser egoísta e tomar de Clark o tempo que ele poderia estar usando para salvar pessoas em perigo. Então quer dizer que só porque o cara tem poderes ele não pode ter uma vida? Todo momento que passa acordado ele precisa estar indo atrás de uma tragédia? Mas Chloe dá um jeito na situação (Chloe sempre dá um jeito na situação) e eles sobem no altar. E como ela é recompensada? Sendo obrigada a arrumar a decoração da igreja junto com Oliver. Ê pobreza.

23 Smallville   10x21/22   Finale (Series Finale)
Como já era esperado, já que existe uma maldição que impede casamentos de acontecerem normalmente em Smallville, Oliver, o padrinho de Clark possuído pela Escuridão, entrega uma aliança de kriptonita dourada ao noivo, que tiraria todos os seus poderes permanentemente. Chloe percebe, dá escândalo, tem gente sendo arremessada no meio da igreja, gritaria, mas o Clark consegue passar um discurso de auto-ajuda, amor e amizade para o possuído Oliver, ele chora duas lagriminhas negras e volta a ser do bem. Forçou um pouquinho a amizade, mas ok, deixei passar. Até porque Tess tinha acabado de ser raptada e o Apokolips (um planeta do mal em chamas) está em rota de colisão com a Terra.

Darkseid foi o pior vilão da história da série. Apesar de ser o antagonista principal da temporada, aparecia poucas vezes e não surtia o efeito necessário em nenhuma delas. A temporada teve ótimos episódios, mas nenhum deles foi relacionado diretamente ao vilão. E enquanto as pessoas corriam desesperadas pelo mundo, o presidente estava indo fazer uma visita a Metropolis e o elenco insistia em se beijar e abraçar apaixonada e demoradamente.

Foi Lionel que sequestrou Tess. Acontece que o Lex original morreu de verdade, mas deixou vários clones de si mesmo espalhados por aí. Nenhum era perfeito, mas algumas partes eram. Então juntaram essas partes e montaram um novo Lex. O único órgão que faltava era o coração, e Lionel achou que Tess gostaria de “doar” o seu, por livre e espontânea ameaça de morte. Ou morria, ou morria. Claro que ela conseguiu usar seus golpes ninjas para escapar de lá e finalmente dar um tiro no Lionel, mas o pai da moça recebeu mais uma vez a visita de Darkseid e o deixou habitar seu corpo moribundo contanto que ele desse vida ao clone de Lex. E foi assim que, depois de mais da metade do episódio, Michael Rosenbaum voltou à série.

31 Smallville   10x21/22   Finale (Series Finale)
O diálogo de Lex com Clark na mansão Luthor foi incrível e me dei conta de quanta falta o personagem fez na série. “Nós temos um destino juntos, Clark. Mas em lados diferentes”.  Pena que a participação foi bem pequena. Depois da conversa com Clark, Lex mata a irmã “Lutessa” por piedade, para que ela não se torne mais uma versão dele. Enquanto morre, Tess usa uma neurotoxina que os pesquisadores de Lex usaram no Summerholt para apagar a memória do irmão. Só não faço idéia de onde ela tirou aquilo naquele momento. Como no universo clássico do Superman, Lex não sabe a identidade do super-herói, pronto, está tudo resolvido. Mas ainda acho que Tess foi uma personagem muito mal aproveitada.

Após vencer o Darkseid, Clark assume o uniforme que mamãe Kent deu no primeiro episódio da temporada (o mesmo usado em Superman Returns), salva o avião que tem Lois e o presidente dentro (em uma cena também bem Superman Returns), empurra Apokolips pra longe “e foi assim que o menino se tornou o Superman”.

Sete anos depois, Chloe termina de contar a história pro filhinho. Pelas flechas no quarto do garoto, fica subentendido que ele é filho de Oliver. Ela liga para a prima que, sete anos depois de ser arremessada pela igreja, vai tentar se casar com Clark novamente. Jimmy Olsen, irmão mais novo do Jimmy Olsen que se casou com a Chloe na oitava temporada (e interpretado pelo mesmo ator), está trabalhando no Planeta Diário. A desculpa inventada pelos roteiristas na ocasião foi que, aquele Jimmy da Chloe se chamava Henry James Olsen enquanto o Jimmy verdadeiro das histórias do Superman se chama James Bartholomew Olsen. Como já era de se esperar desde que Chloe deu a câmera do marido (acabei de perceber que Chloe é uma viúva) ao cunhadinho no enterro de Jimmy, aquele garoto viria a se tornar o verdadeiro Jimmy Olsen. Lois confirma quando diz ao fotógrafo que “your brother left big shoes for you to fill, Olsen”.

4 Smallville   10x21/22   Finale (Series Finale)
Descobrimos que Lex foi eleito presidente dos Estados Unidos e, ao som do clássico tema do Superman de John Williams, Clark diz que vai se atrasar para o casamento e sai para um ato de heroísmo, abrindo a camisa em câmera lenta e mostrando o uniforme que tem por baixo. Foi um bom final, mas não deu aquela sensação de “closure” necessária. Tom Welling nem apareceu exatamente de uniforme; aquelas cenas em que Clark salva o avião e empurra Apokolips para o espaço são sempre de longe com um Superman claramente de computação gráfica.

Foi um bom episódio, um bom final. Digno, como disse. Talvez dê pra sentir falta de vez em quando, mas todo mundo sabe que Smallville não deveria ter durado todo esse tempo.  Apesar de tudo, foi a única série de super-herói, clássico ou não, que aguentou tanto tempo assim. O projeto do Acquaman não saiu do Piloto, o do Arqueiro Verde não saiu do papel, a recente Mulher Maravilha que nem sequer estreou já foi cancelada, Heroes prometeu um monte e  acabou sendo uma vergonha. Apesar das reclamações, imperfeições e do fato que heróis são mesmo os fãs que conseguiram aguentar 10 anos, Smallville conseguiu chegar onde nenhuma outra do ramo conseguiu: na eternidade da 10ª temporada com um final planejado antes do cancelamento. E isso que é heroísmo.

   

Sobre Eduardo Storm

Eduardo Storm é metido a publicitário, cinéfilo desesperado, músico nas horas vagas, leitor assíduo e viciado em séries. De vez em quando (sempre, na verdade) devaneia em seu twitter, só pra descontrair.

Comentários

  1. Luiz Guilherme disse:

    Essa review ficou perfeita! O único porem do episódio foi a luta contra o Darkseid, que foi derrotado com um único golpe. Até a luta contra o Doomsday foi mais interessante!

    • Valeu, Luiz! =D

      Foi sacanagem a luta ser tão "fácil" assim, mas como disseram ali embaixo, não tinha como o Clark MATAR o Darkseid de uma vez, sendo que ele ainda aparece bastante nas histórias clássicas.

    • Guto Santos disse:

      Oi Luiz Guilherme…

      Uma versão que tem um quebra pau responsa é o DVD da animação "Superman/Batman: Apocalypse" (acho que é esse o título não tenho certeza). Onde a personagem da supergirl se junta pra enfrentar o DarkSide no braço. A cena do combate deles é "bonita" de se ver… sequência memorável, raio ômega em ação, etc…digna de ser adaptada um dia para o cinema. Claro resguardando as devidas "roupagens".
      http://www.youtube.com/watch?v=JLGRkYYmJgQ&fe

      Vale lembrar também que nos quadrinhos tem um gibi (que infelizmente não tenho), onde o super ao combater o Darkside, tem uma fala fantástica… antológica ao sair na mão com Darkside. Não tenho como pegar as palavras exatas, mas é algo como "…na terra tenho sempre que usar meu poder contido, pela segurança das pessoas, mas aqui (em apokalips) não preciso me preocupar com isso…" E o desenho mostra uma feição dele "trincando os dentes" e quebrando o vilão na mão pesada… uau!! Se alguém souber onde baixar esse gibi, please…rs.

  2. Pedro disse:

    Na verdade, o Jimmy Olsen que morreu na 8º temporada foi interpretado por Aaron Ashmore, enquanto no último episódio, o ator que interpretou o personagem foi Shawn Ashmore, irmão gêmeo de Aaron.

    • cassiano disse:

      Foi o Aaron q apareceu nesse último episódio. A única participação do Shawn foi lá no começo da série.

      • Pois é, o Shawn fez o papel de Eric Summers na segunda temporada. Ele e o Clark são atingidos por um raio e ele pega os poderes do superboy. Saudade dessa época!

        Valeu, cassiano!

    • Dei uma pesquisada e foi o Aaron mesmo, Pedro.

      Valeu!

      • roberta disse:

        Apareceu logo no começo o nome do Aaron. Quase cai da cadeira. Pensei: Pronto, vão ressuscitar o Jimmy e no fim ele é o pai do filho da Chloe HAHAHAHAHA

        Bati na madeira 3 vezes e continuei a assistir. E no final achei até legal terem colocado ele pra fazer o Jimmy, por que aquela história do Jimmy não ser o Jimmy ficou tão estranha =/

  3. Na minha opinião foi um episódio final digno do enfoque teen da série. Acho que ninguém pode ser muito carrasco com esse final, pois até deu conta do recado.

    Reclamar dos buraquinhos entre os acontecimentos, só porque não mostraram TUDO o que aconteceu em todos os seus detalhes é viajar na maionese, pois a série nunca fez isso mesmo. Só se tivessemos uma abordagem de Smallville 24 horas…kkkk. Aí talvez… tanto no sentido da história estar encaixada sem espaço "vazio", seja contando uma história mais "adulta" da origem, como por exemplo uma verossimilhança na ficção mais "tragável", talvez…rs.

    Que xabú acontece nos casamentos da série hein…rsrs.

    Achei que o Jimmy Olsen poderia ter sido outro ator…mais novo para evidenciar a diferença de idade mesmo, pois o Jimmy sempre chama o Clark de sr. sendo meio que um "protegido" dele no futuro através do tal relógio que emite (emitiria) um som ultrasônico e tal. É meio que uma proteção de tio para sobrinho, de pais para filho… sei lá. Penso em algo assim.

    A eleição de Lex presidente aconteceu também nos quadrinhos. O tempo que a série deu foram sete anos para isso acontecer. Razoável.

    Discordo um pouco de que Darkseid tenha sido o "pior vilão da história da série". Sem dúvida foi o mais "poderoso"… mas "pior" acho que ele não teve nem tempo, nem trama (apesar do papo de fim do mundo…rs). Brainiac e principalmente Zood foram vilões de presença na série. Sem contar com o melhor do Lex também.

    Se os roteiristas me consultassem…kkkk… eu teria dado duas sugestões… hehehe.

    (lembrando que "acertei" que a Tess morreria pelas mãos do Lex…rs)

    – Uma para a cena do avião… que não apenas fez alusão ao Superman Returns, MAS QUE também nos quadrinhos foi o PRIMEIRO momento PÚBLICO do super realizando um salvamento (não necessariamente da Louis ou do presidente) nas cores azul e vermelho. Eu só teria dado a opinião para que NÃO SOMENTE a Louis tivesse visto o super, mas também as demais pessoas do avião… daria respaldo à confiança dela nos heróis, etc.

    – O segundo palpite seria, aí sim, uma alusão à Superman Returns, mostrando ao menos algum esforço dele empurrar a casinhola do Darkside para longe… Aliais… a essa cena poderiam ter se juntado os demais heróis voadores… O Gavião negro poderia já estar ressuscitado junto com a esposa, o marciano, Gladiador e quem mais voasse por aí… Tá certo que poderiam até definir o super a fazer diferença na hora de empurrar…rs. Pô… super é super né? :) Mas poderia ser uma deixa para a futura união (pois eu senti falta do resto da turma no meio do caos)… já que foi computação gráfica de longa distância, não custava nada ter colocado mais gente pra empurrar o treco..rs.

    Esse tempo de série só veio provar o quanto o mito do superhomem é forte. E até meio "inesgotável" de certa forma, pois de tempos em tempos sempre tem algo assim vindo a tona… seja no cinema ou na tv.

    Quem sabe daqui a uns 10 anos não surge outra série do super, contando a história INICIANDO na PRIMEIRA APARIÇÃO PÚBLICA DELE??? Hummmm… uma boa idéia… acho que vou me candidatar à roteirista… hehehehehe. Até lá quem sabe eu já não sei o que vou ser quando crescer? kkkkk

    Até a próxima série com algum heróis da DC ou mesmo da Marvel, vamos ver. Valeu galera!!!

    • Valeeu, Guto!

      Sempre tenho algumas coisinhas pra reclamar, hahaha, mas dessa vez o saudosismo falou mais alto. Achei um finale muito bom.

      Gostei dos seus palpites, principalmente do segundo. Acho que você teria futuro se quisesse fazer um remake de Smallville daqui uns 10 anos, haha.

      Valeu!

      • Guto Santos disse:

        Reclamar faz parte…rs. E não tem como não fazer… pra um cara que absorveu o conhecimento de não sei quantos mundos, no treinamento de Jor'El ainda era meio lerrrrdo pra algunmas coisas…kkkkk. Temos que reclamar quando o cara bate pouco e apanha muito… hehehe.

        Vou começar a preparar o meu roteiro, pois terei esses dez anos para ir corrigindo os erros e me recompor das portas fechadas até finalmente se abrirem….hehehehe. Até lá até a mulher maravilha já terá se casado…hehehehe.

        Valeu aê! Até a próxima série de hero por aí :)

  4. Alexandre disse:

    Foi tudo dentro do esperado, mas fala serio tivemos que esperar 10 ANOS para escutar a musiquiha e ver a capa vermelha, mas se desse continuidade a serie sairia do contexto dela e viraria a velha historia do super homem, acredito quem assisiu gostou e aproveitou as mensagens imbutidas em cada episodio, bom tudo tem um fim né far o que???

    • Acho que já estava meio claro que a tal musiquinha e o uniforme só seriam vistos no último episódio. Dito e feito. Além de esperar 10 anos para voar também.

      Mas gostei bastante do finale, achei bem digno. Continuo com a sensação de que não acabou, vai fazer um pouco de falta talvez.

      Valeu, Alexandre!

  5. Alexsandro disse:

    Sobre Darkseid não ter aparecido muito nesta última temporada, eu achei "certo", por que a premissa desta última temporada é exatamente vermos o estágio final do Clark para se tornar o maior herói de todos os tempos. Nesta 10ª temporada, tivemos muitos episódios em que Clark teve que se desapegar de algo para estar mais próximo de se tornar o grande Homem De Aço. Acho que este é um dos motivos mais relevantes por Darkseid aparecer em pouquíssimo episódios.

    Sobre Darkseid ter sido derrotado com apenas um golpe, está claro que ele não morreu, afinal Darkseid é um dos maiores vilões do Superman. Matá-lo em Smallville, ali em seu último episódio, seria uma grande mancada.

    Assisti o episódio no sábado, mas só agora pude vir aqui comentar.

    Achei muito interessante a ideia dos produtores de deixar coisas em aberto, afinal, é o começo de uma saga e não um fim. Lamentei pela Tess e pela pequena participação da Allison, infelizmente ela estava com projetos no teatro e não pôde participar das duas partes inteiras.

    E incrível como as críticas do Dudu são uma verdadeira montanha-russa.

    • Entendi o fato de não terem matado o Darkseid e até de terem deixado um final aberto como aquele, mas ainda assim alguma coisa me incomodou nesses 2 aspectos. Mas gostei do final como um todo sim.

      Lamentei pela Tess não só por ter morrido, mas por ter sido mal aproveitada na série. Tinha episódios em que ela nem aparecia sendo que, logo quando entrou, era a melhor personagem.

      E vou levar o negócio das críticas serem uma "montanha-russa" como um elogio, haha.

      Valeu, Alexsandro!

  6. Alexandre Carneiro disse:

    ótimo post !!!

    estava sentindo falta de uma crítica sobre a series finale de smallville d maneira geral nos sites sobre séries. apesar dos pesares, smallville, pelos motivos mencionados no post, merecia mais atenção

    tbm foi a primeira série q passei a acompanhar, ainda no sbt, qndo nem banda larga eu tinha. fui dakeles q largaram smallville no meio do caminho (acompanhei até o final da 6ª temporada), mas ao saber do fim iminente, me deu akele saudosismo e baixei o último episódio… tbm sperava mais, mas valeu a pena vê-lo para honrar os gloriosos tempos d outrora.

    • Valeu, Alexandre! Você parou na sexta, então não chegou a acompanhar a decadência vergonhosa da sétima, apesar de a quinta ter sido uma vergonha. Hahahaha.. Em época de final de série, a gente precisa se abstrair de algumas coisas. Achei um bom final. Não sei se haviam outros caminhos para a série seguir no último episódio.

      Valeu mais uma vez!

  7. roberta disse:

    10 anos!Wow!! 10 anos acompanhando uma coisa é muito!Até por isso me senti no direito de criticar e de não gostar quando achei que devia. Fui uma fã fiel, que mesmo quando não via uma luz para a série fiquei.

    Primeiro queria falar um pouquinho sobre Smallville. Eu não era muito mais velha que os personagens quando começou, um ano. Há dez anos atrás eu era uma adolescente que se apaixonou pela história de um super-heroi que ia ao colégio, que se apaixonava, que tinha amigos e conflitos como eu. Aquele Clark, o meu preferido foi o que me fez querer assistir, confesso que não foi o que me fez ficar dez anos. E sim o que o rodeava. E fiquei com prazer e pacientemente esperei e envelheci junto.

    Hoje sou adulta(gosto de pensar que sim) e me despeço feliz de uma parte, pequena, muito pequena, mas que me acompanhou até aqui. Sim, fico muito feliz, mais do que imaginava por ver o final de Smallville. Sei que ele pode ter passado da hora, mas se tivesse acabado três temporadas atrás talvez não tivesse tido o final digno que teve.

    Agora sobre o episódio, os dois, que é o que interessa. Não li spoilers sobre o final, mas li algumas noticias e a cada uma pensava e me perguntava onde iria caber tudo e todos. Era muita coisa. Então durante o episódio fui ficando agoniada. Perderam 45 minutos só com o casamento Clois, para no final ele nem acontecer. Entendo que quisessem criar um clima para chegar a um ápice na segunda hora, mas acho que poderiam ter mostrado mais coisas.

    Clark, que tanto critiquei e xinguém, chegou ao ultimo episódio do mesmo jeito que começou. Inseguro, confuso e agindo de acordo com a mulher que gosta. Tenho certa dificuldade de enxergar nele um líder. Um líder é o primeiro a tomar a frente, mas Clark parece ter problemas para agir sem a ajuda de alguém. Mas mesmo assim, esperei e vibrei quando finalmente ele voou. A cena do celeiro é com certa a minha preferida do Superman, por que as outras me decepcionaram e nessa eu culpo o canal e lamento por uma serie como Smallville estar em um padrão CW…o de recursos limitadissímos.

    Lois! Nunca escondi que não ele nem de longe era minha preferida. Na primeira hora revirei os olhos algumas vezes para ela por que parecia que tinha chegado a um limite de infantilidade que nem na quarta temporada quando entrou na série tinha. Mas depois que a querida prima dela deu um jeito nas coisas(go Chloe) ela assumiu o papel que eu pedi na semana passada. De Lois Lane e não só de namorada/noiva de super-herói. E terminou muito mais parecida com a Lois que conhecemos dos filmes e quadrinhos.

    Lex. Não tinha noção da falta que ele fazia até que aquela careca apareceu na tela. É outro nível, Smallville fica outro nível. Clark ganha e fica muito mais interessante com seu vilão. Muita gente acha que a alma-gemea do Clark é a Lois, mas eu acho que é o Lex. Eles perdem metade sem o outro. Se bem que… Lex sendo o vilão de qualquer um é interessante por si só. Tb achei pouco e ai xinguei de novo o lenga lenga do casamento que tomou metade do episódio, mais entendo que a participação serviu mais para deixar aberta a história dos dois.

    Tess. Foi o grande desperdício desta temporada, já disse que teria sido muito mais legal terem transformado ela e os Luthors nos vilões da temporada, mas me choquei com o final dela. Não tinha ideia de que fariam isso. Achei uma boa sacada dos escritores nem tudo ter sido lindo e perfeito. Só queria que tivessem mostrado uma reação de todos a perda de mais um da equipe.

    Oliver. Pensei que teríamos mais dele nesse episódio, mas posso dizer aqui? Ele é muito mais herói que Clark, mas assim…outro coisa. Oliver oscilou muito nessas temporadas, mas desde Roulette (go Chloe) ele nunca mais hesitou em ser quem é. Gosto muito mais deste tipo. Para mim, aquelas palavras do Clark a ele na igreja não tiveram tanto efeito quanto a força que Oliver tinha sobre si. Ele foi mais forte que a escuridão e se livrou. No fundo achei que a história ficou um pouco superficial e fácil demais, mas…Serviu para Oliver mostrar como é que se faz. Enquanto Clark estava lá fazendo terapia com a família, ele foi atrás dos três agentes da escuridão e de uma vez só acabou com eles…Puff! Nunca tive muito conhecimento do Arqueiro Verde além do que via nos desenhos da Liga da Justiça em que ele aparecia de vez em quando. Mas depois de Smallville posso dizer que fiquei fã. Ainda mais por que juntaram ele com minha personagem preferida.

    Chloe. Se comecei a assistir Smallville pelo Clark, continuei pela Chloe. Me apaixonei pela repórter intrometida que tinha o mural dos esquisitos E ser fã da Chloe sempre foi muito difícil. Ela esteve ameaçada de morte desde a sei lá, segunda temporada e até morreu em algumas. Sofri quando a casa em que ela entrou com o pai explodiu na terceira temporada, pensei que ali eu parava com Smallville, mas ela voltou e eu voltei também, só que ai começou nosso calvário. Só passou ou melhorou quando ela foi incluída nas Hqs, só que ai Allison decidiu aparecer menos e meu medo era de que estragassem o fim dela. Por que Chloe é tão…foda(perdão da palavra)!Ela é tão herói quanto qualquer um e foi tantas vezes deixada de lado e mal aproveitada, mas mesmo assim é tão incrível que não merecia ter um final infeliz. Quando o episódio começou com ela e o filho no colo vibrei, mais do que quando Clark voou. Se aquele era o final dela já era meio caminho andado. E voltando sete anos, o que é Chloe pensando nos amigos e salvando o dia duas vezes?Se isso não é ser uma heroína, não sei o que é? E fiquei tocada com a cena do abraço dela com Clark. Que tenha mostrado primeiro ao melhor amigo que estava gravida. Por muito tempo a melhor coisa de Smallville foi a amizade dos dois, então valeu.

    Então veio o final!E enfim tiro meu chapéu para os produtores de Smallville. Fecharam de um jeito que deixou todo mundo feliz, cada um no seu canto. Clark voou e virou o Superman, virou gente grande. Com sua Lois do lado.

    E bancando a Chloe, sete anos depois ela continuou casada e casada de novo(me segurando pra não babar em quanto Chlollie é demais) com Oliver. E tiveram juntos e não separados, Connor.

    Nas duas histórias trouxeram o universo DC sem deixar de ser Smallville e vice e versa.

    Enfim, chega, meu comentário virou uma carta. Vergonhoso, mas é que é uma despedida, fiquei emotiva. Rs…Vou sentir muita falta da minha querida Chloe, justo quando ela estava na sua melhor versão e vou até sentir falta de implicar com Clark, que no fim é o motivo disso tudo.

    Valeu!

    • Chloe. Se comecei a assistir Smallville pelo Clark, continuei pela Chloe. [2]

      Com certeza a Chloe foi a razão por eu ter assistido 10 anos de série. Sempre foi meu personagem favorito, desde o começo. Quando ela apareceu com o filho no colo, vibrei igual você. Foi fantástico. Ela é FODA MESMO! Nem precisa pedir desculpas pela palavra!

      Também esperava mais do Oliver nessa finale, esperava ver ele no final com a Chloe "do futuro", mas foi ótimo do jeito que foi.

      Tess foi um desperdício de um ótimo personagem e a volta de Lex por apenas poucos minutos também foi desperdício de um ótimo ator. Clark e Lex PRECISAM estar juntos, mesmo que de lados diferentes.

      Foi o fim de uma era, tudo bem ficar emotiva. Eu também fiquei! Nunca escrevi uma review desse tamanho pra Smallville, haha.

      Obrigado por ter acompanhado a série junto comigo, Roberta! A gente ainda se encontra em Supernatural =D

      Valeu!

      • roberta disse:

        Vou sentir muita falta da Chloe!!Ai!

        Lá estava eu de bobeira vendo as minhas cenas preferidas do episódio e de certa forma me dei por satisfeita, achei que a participação dela seria mínima, uma cena, mas ela até que teve uma boa participação e boas cenas, que representaram muito bem o que foi a personagem nesses 10 anos.

        A cena com Lois no DP… O olhar dela de longe pra Lois foi perfeito. Essa foi a Chloe. A melhor amiga que qualquer um deles poderia querer. Que ajuda e inspira de longe, sem esperar algo em troca, feliz por ver a felicidade dos que ama. E a cena com Oliver. Segura, firme. Sabendo seu papel, ao lado do herói.

        Ah, o pequeno Queen é a mistura perfeita da Chloe e do Oliver *-* não é??E ele fala igual a mãe…Aquele "Wow"foi o mesmo que Chloe soltou quando conheceu o pai dele no celeiro da familia Kent =)

        Faltou Ollie na cena, mas fazer o que?Ele estava ocupado patrulhando Star City o/ family business o/

        Não pude não lembrar do Sheldon revendo a cena Clark e Lex. Lex é o Duende verdade do Homem Aranha do Clark, o internet explore do firefox dele…HAHAHA

        Mas sério, essa cena foi bem Batman e Coringa…"Você me completa"

        Boa!!Dá até uma pontinha de quero mais.

        Dudu!!Eu que agradeço!!Os seus reviews e pelo cantinho pra falar de Smallville!…Nos vemos em Supernatural!! ;)

  8. Natasha Cardoso disse:

    Eu não vi essa temporada, na verdade só assisti até aquela do Jason Teague, que na minha opinião foi a melhor, mas esse final eu não podia deixar de assistir.

    Smallville não foi a série que me viciou, nem nada parecido, mas faz parte da minha história nesse mundo fantástico que são as séries, foi a primeira série de ficção que assisti (posso dizer que é série de ficção?).

    Gostei do episódio e principalmente das referencias que fizeram a obras passadas do superman, ficou legal. Tive um mix de sentimentos, relembrei as temporadas que vi assiduamente, lembrei do filme mais novo, da série Lois e Clark (minha mãe via emquanto me dava janta na minha infãncia).

    Não posso opinar com uma maior propriedade, mas gostei desse episódio final, achei que foi digno para os 10 anos da série e, principalmente, pra quem acompanhou fielmente.

    Sei que algum dia ainda volto para assistir as temporadas que não vi, mas por enquanto fico por aqui e volto a comentar em Supernatural!

    Abraço!

    (:

    • Achei a temporada do Jason a última realmente boa. Se não tiver com muito tempo ou paciência, te aconselho a assistir a partir da oitava, ou até da nona só. As outras, por mais fã que eu seja, foram bem fracas.

      Foi um grande final, bem digno. E me fez ficar com vontade de assistir Lois e Clark!

      Valeu pelo comentário, Natasha! Te vejo em Supernatural ;]

      Abraaço

  9. Guto Santos disse:

    Só por curiosidade mesmo… mas no mesmo segundo em que assisti o epi vi o que poderíamos chamar de "furo"(?!)…rs. Nesse caso do Jor'El…kkkkk. A não ser que seja eu o louco….hehehe.

    Masssss achei o post bacana, ainda mais em comparação com outros mais descompensados por aí, destaco o "furo" que passou em uns dois segundos no epi… quando Darkside no corpo moribundo de Lionel, do outro lado, segura e aperta o gogó do Clark. Enquanto ele é arremessado, vem os momentos dos seus "testes" e tal… SÓ QUE… teve um teste que passou que foi o **BIZARRO** e não o Clark que estava em ação…hehehehe. Isso mesmo… como não sou roteiristas e nem continuísta da série, apenas fã da saga, isso logo me saltou os olhos na mesma hora.

    Se alguém acertar a cena eu "batizo" um personagem com o nome da pessoa atenta, para o próximo remake de "METRÓPOLIS", daqui a uns 10 anos… hehehehehe. Olha que depois dessa dica está bem fácil dizer qual a cena…rs.

    • roberta disse:

      Tenho péssima memória!!!…Poxa, queria um personagem com meu nome.Rs

      Vc vai escrever um remake?

      Eu vou escrever um roteiro de Star City ou Arrow&Watchtower(ainda não está decidido), com a ajuda do Dudu!Rs

      É a campanha CW contra a gente o/

      • Guto Santos disse:

        Yessss… vamos ser roteiristas…rsrs. E colocar o duds pra ajudar…kkkkk. Provavelmente talvez eu não faça remake de Smallville não, mas algo como "Metropolis", "Legião" (uma série com a turma do futuro e eventuais participações especiais do super..rs). As ligações entre as "Watchtower" de Metropolis e de Gottan City, com um (aí sim) remake atualizado de "Birds of Prey". E claro, uma personagem com o seu nome…hehehe. E por ai vai…

        Que o pessoal da CW não nos ouça…mas o "furo" que entrou nas cenas de testes de Jor'El para Clark, a cena de salvamento que era o BIZARRO foi aquela da Cloe caindo, vários andares, no vão do Planeta Diário, mas que foi salva de se esborrachar pelo Bizarro que fingia ser o Clark, que inclusive deu uns pegas na Lana…hehehe. Me corrijam caso eu esteja errado, mas é isso que minha memória kriptoniana me faz recordar ;)

        • Hahaha, valeu pessoal! Só tem uma condição pra eu entrar como roteirista nas séries de vocês: A CHLOE TEM QUE APARECER. Na Star City ou Arrow&Watchtower da Roberta ela já tá confirmada, né? Hahaha.

          Valeu por terem acompanhado! =D

        • roberta disse:

          Mas o Bizarro salvou a Chloe quando ela estava no elevador com o Jimmy, não foi?Essa cena ai é de um ep de natal…eu acho =/ ihh, a memória tá falhando =/

          Guto, sempre achei a Chloe meio Barbara Gordon de Metropoles!!hehehe

          Dudu!Na minha, quero dizer, na nossa Star City, Chloe é metade da série. É ela e Oliver o/ Arrow&Watchtower e agora o pequeno Connor *-* Como eu disse lá em cima…Family Business!Rs

          Ah, seria interessante Lex dar uma aparecida. Renderia algo hein?Se ele descobrisse o passado com Oliver.

          To dizendo. Contrata a gente CW o/

        • Guto Santos disse:

          Oi Roberta. A cena é a que ela está despencando caindo, caindo… e é salva pelos braços do Clark-Bizarro. :) Até o Jor'El se enganou…rs. #Contrata a gente CW o/

  10. devia mostrar na final eles se casando

  11. Dinho01 disse:

    Desculpe-me os fãs da série mas eu custumo dizer que SMALLVILLE foi um verdadeiro atentado terrorista à imagem do SUPERMAN.Eu assisti as duas primeiras temporadas e depois não aguentei mais.No início prometia, apesar de as vezes parecer uma mistura de ARQUIVO X e DAWSON'S CREEK,mas quem é fã de quadrinhos sabe que o rumo tomado na estória ficou longe do personagem original.A amizade entre o Clark e o Lex era de dar raiva sem falar que Lex Luthor teria que ser super-míope pra não reconhecer que Clark é o super-homem.E o que dizer de todos os personagens que apareceram nestes 10 anos e que nunca fizeram parte da adolescência do Clark nos quadrinhos,o Jor-El quase um vilão,e por ai vai.E o que dizer uma adolescência que durou 10 anos?Para mim já acabou muito tarde.

    • Para os fãs dos quadrinhos e das histórias originais, tenho certeza que Smallville foi um desrespeito enorme. Mas eu nunca li os quadrinhos ou assisti os filmes originais antes da série, então nunca me ofendeu. Assistia sem pretenção, não ficava imaginando o que era fiel e o que não era à história clássica.

      Valeu, Dinho01!

  12. Eu tenho que dizer que fiquei um poucoi decepcionado com essa finale, foi muito anticlimático. Não gostei de como foi fácil para o Oliver se livrar da marca, sem falar na luta com Darkside e o modo como tudo se resolveu. Também não entendi porque o papa Kent apareceu tanto, achei que tava vendo um episódio de Ghost Whisperer, só faltava a Melinda aparecer com os seus vestidos esvoaçantes. Outra coisa que me incomodou bastante foi o fato de praticamente não ver o Tom Welling com a porcaria do uniforme, tipo, já tá no final, bota logo uma fantasia no cara e seja o que Deus quiser.

    Bom, apesar de todas as minhas críticas, gosto bastante de Smallville principalmente porque tem duas personagens que eu gosto muito, Chloe e Lois. Depois da quarta temporada fiquei com nojo da série (cof..Lana..cof), mas retornei a assistir na oitava, depois que não tinha nem Lex nem Lana e gostei bastante da mudança. Fico impressionado de ver que a série conseguiu durar 10 anos, não é qualquer uma que consegue, apesar de não ser equivalente de qualidade.

    Espero que os atores tenham uma boa carreira pela frente, pessoalmente adoraria que Erica Durance estivesse no novo filme do Superman, ela foi a Lois Lane que eu mais gostei, até mais do que a dos quadrinhos.

    • Também achei a "cura" do Oliver bem forçada e queria ver o Tom Welling propriamente de uniforme (porra, foram DEZ ANOS DE ESPERA, né), mas achei o final condizente com o resto da série.

      Gostaria muito que a Allison Mack fizesse mais cinema ou TV mesmo. Acho que ela vem se dedicando bastante ao teatro, mas assim não posso acompanhar!

      Valeu, Jan!

  13. Fábio disse:

    Perguntas sem respostas para Smallville:

    1- O que aconteceu com o pai do Chloe?? Nunca mais participou da vida dela?

    2 – Quem era o voz misteriosa do Orbe que libertou os kandorianos?

    3 – Jor-El enviou o orbe e as três pedras (que criam a fortaleza) no mesmo momento para a Terra..alguns anos antes da destruição de Kripton; como isso é possível se na Terra as pedras já eram objeto de desejo a séculos?

    4 – Tess Mercer chega a citar sua família (os Mercer) quando em suas primeiras aparições e depois descobre-se que era filha do Lionel???

    5 – Como o Clark e Lois resolveriam o problema de uma super reporter de casamento marcado com um reporter bobalhão?

    6 – Quem eram as pessoas no casamento de Clark? Elas não o reconheceriam depois como Borrão/Superman já que ele se apresentou sem óculos na igreja?

    7 – Como Lex não ficou maluco depois que daquele momento para traz toda sua memória foi apagada??

    8 – E a WatchTower? Será que passou a ser controlada pelos supergêmeos já que Chloe virou dona de casa e a Tess morreu?

    Caso alguém se lembre de mais alguma escrevam aí…

    • Gostei muito do seu levantamento, Fábio. Acho que a resposta para a 4 é que Tess era adotada e não sabia de nada antes do episódio da Vovó Bondade.

      Já a 6 e a 8 são boas perguntas. E todo aquele pessoal que viu o bicho pegando? Deve ter acontecido tipo no Homem Aranha 2, quando ele tá sem máscara no trem. As pessoas protegeram o segredo dele.

      Hahahaha, os super gêmeos! Que coisinha mais brega do mundo. Espero que eles não tenham ficado responsáveis pela Watchtower, eram cafonas demais.

      Valeu!

    • renato disse:

      e o Clark também não disse que quando soubesse voar iria voar em volta do planeta diário com a Lois?

  14. Renato Vasconcelos disse:

    Smallville também foi a série que me fez gostar de séries. Comecei a acompanhá-la ainda nas insólitas manhãs de domingo no SBT, com as indesejáveis interrupções do Celso Portiolli. O Superman nunca foi meu herói preferido, mas a ideia de explorar os dilemas que o ainda jovem Clark Kent teria vivido antes de se transformar no Homem de Aço fez com que eu me atraísse de cara pela série. E assim assisti religiosamente às 3 primeiras temporadas.

    Com o início da 4ª temporada, apesar da mais que bem-vinda presença da Lois, comecei a sentir o desgaste que a fórmula do freak of the weak apresentava. Meu interesse pela série diminuía à medida em que via alguns episódios esparsos das demais temporadas. Eis que chega, contudo, a notícia de que a 10ª temporada seria a última. O sentimento de nostalgia foi inevitável, assim como a curiosidade de saber como a conversão de Superboy para Superman finalmente se concretizaria!

    Considerei esta temporada, no geral, satisfatória. Acho que representou bem os muitos altos e baixos que Smallville teve ao longo das nove anteriores. O episódio final foi uma síntese disso. Tivemos bons momentos (como o diálogo entre Martha e Clark e a morte da Tess) e outros nem tão bons assim (as soluções rápidas para a “salvação” de Oliver e a luta contra Darkseid, são alguns dos exemplos). Foi, sem dúvida, um final digno da série.

    Algo nesse episódio, porém, casou-me um misto de alegria e decepção: a volta de Lex Luthor. O personagem de Michael Rosenbaum era, a meu ver, o mais interessante da série. Não conseguia enxergar o desenvolvimento da jornada heroica de Clark sem que, paralelamente, pudesse perceber como, aos poucos, o angustiado Lex se tornava um vilão formidável! O excelente diálogo travado com Clark reforçou, ainda mais, a minha opinião, mas foi pouco em relação ao que Lex merecia.

    Enfim, saem de cena a alegria e a decepção, e fica a saudade…

    • renato disse:

      eles tinham que fazer agora não uma décima primeira temporada mas sim uma continuação pois seria a vida de lois e clark, a liga da justiça que se reuniu poucas vezes na série os desfechos que ficaram faltando e Brian Peterson um do diretores executivos da série em 2010 deu uma entrevista para o site E! online sobre uma possível renovação pois os fãs e a imprensa e elogiaram muito a décima temporada e também disseram que a audiência subiu bastante apesar do dia ser um dia ruim pra emissora CW.

      Mas nunca se sabe as emisoras de tv são um caixinha de surpresa.

  15. eduardo disse:

    eu parei de assistir no sbt porque eles cortavam as cenas mais fortes não tinha graça mais eu queria saber se no dvd não vem nem uma cena especial ou imagem do tom vestido com a roupa vermelha e azul isso ficou devendo 10 anos assistir quase todos os episódios ano q vem vai sair o novo longa do super mais não tem graça deixar de mostrar por causa disso

  16. Mme. Di disse:

    Gente…tudo acabou bem…final feliz…mas kd o Clark voando?! Fiquei muiiiiiiiiiiito frustrada…Mas vou sentir falta do lindão do Tom Welling.

  17. Bom por motivos inexplicáveis rsrs', só vim terminar a serie agora (ontem).

    Nunca fui fan do Superman…mas gostei muito do seriado.

    Gostei muito, principalmente do final, porém…faltou um pouco de "detalhe" nas cenas com o "SUPERMAN"…

    Como dizem, finais sao impossíveis, qualquer um pode inventar um começo, mas finais sao impossiveis. Os fans sempre vao reclamar (frase do Chuck 5×22 supernatural)… mas se for comparado Smallville com qualquer outra série, acho que foi legal o final de Smallville.

    Vo sentir falta da serie, como hoje Lost faz falta ( com tanto seriado meia boca que tem por ai)…

    Nao sei, nao tenho idéia de que se isso é possivel rs, mas bem que os produtores podiam montar um novo seriado ( claro, mesclando os atores com seus respectivos personagens)… com a Liga Da Justiça, dando continuidade ao seriado !

    Agora é…comprar um box das 10 temporadas, pra guardar, né ? ^^

    Vlw gnte !

Seu Comentário

*