Michael C. Hall Não Acredita em Final Feliz Para Dexter

   

Seguindo rumos que não estão agradando a todos os fãs, Dexter encerra sua sexta temporada nesse domingo, 18 de dezembro. Com a garantia de continuidade por mais dois anos, ainda é cedo para pensar em seu destino final. Contudo, já há quem não acredite que sua jornada possa ter uma conclusão feliz. Pelo menos é o caso de Michael C. Hall, intérprete do serial killer.

Em entrevista recente, o ator explicou que tudo vai depender dos motivos que o levarão a esse último destino. “Eu não sei sobre um final feliz. Acho que a questão é mais o que acontece com ele. Mas mesmo que ele consiga se livrar, a essa altura já existem muitas ramificações de seu comportamento. Qual será seu veredito especificamente, eu não sei dizer. Quanto a um final feliz, não acho que estejamos nesse território“, declarou. Apesar disso, acredita que o personagem tem evoluído em termos de humanidade ao longo dos episódios, o que pode ser visto tanto com o pai quanto com o filho. “Acho difícil dizer que ele é incapaz de emoções humanas. Mas sua habilidade de compartimentalizar se desenvolveu mais do que tudo”.

Com previsão de ser exibida pelo menos até seu oitavo ano, especula-se que cada capítulo da série pague cerca de 1 milhão de dólares ao ator. Inicialmente se imagina que a trama será encerrada após as próximas duas temporadas, porém, seu produtor executivo, Scott Buck, já declarou que não descarta a possibilidade de continuar por mais tempo.

   

Sobre Carla Gomes

Carla Gomes é viciada em séries e gosta de assistir tanto coisas novas quanto clássicas, de preferência do início ao fim e sem qualquer preconceito. Jornalista e meio autista por opção, de vez em quando pode ser encontrada no Twitter @_CarlaGomes_

Comentários

  1. ao contrario do michael c. hall eu acredito em um final … se não feliz, pelo menos bom ao dex ,por que como e citado ai em cima, ele é capaz de emocoes humanas sim, então eu acredito sim em um final feliz em dexter.até

    • Dinho01 disse:

      Se fosse aqui no Brasil talvez,mas a tv americana tem essa tendência de querer que o assassino seja sempre castigado mesmo que seja uma espécie de justiceiro.Deve ser para se manter politicamente correta.

Seu Comentário

*